Você se sentiu sensível sem motivo algum, e depois percebeu que a Lua cheia brilha no céu? Se já lhe aconteceu alguma vez, este texto dará a você as repostas que procura!

Para muitos cientistas, as quatro fases da lua (seu crescimento ou diminuição de sua superfície visível e a luz que reflete) afetam o comportamento dos seres vivos e, portanto, nossas emoções! Está comprovado, e ninguém seria encorajado a dizer o contrário, que a lua regula e modifica as marés e afeta as colheitas, mas também há aqueles que afirmam em artigos científicos que as quatro fases da lua (Crescente, Cheia, Minguante e Nova) teriam relação direta com a maior presença de neurotransmissores de um tipo ou outro em nosso corpo: serotonina, dopamina, noradrenalina e acetilcolina. Estas poderiam ser mais ou menos preponderantes de acordo com as fases da lua.

Ads

Suspeita-se que a influência lunar tem a ver com a grande presença de água em nosso corpo, assim como influencia o crescimento das águas do mar, influencia nossa corrente sanguínea determinando mudanças imperceptíveis, mas reais. Vamos ver o que acontece em cada fase da lua!

Ads


O que acontece de Lua Nova a Quarto Crescente?

Ocorre quando o Sol e a Lua se encontram no céu. Esse encontro é prolífico, gera processos, representa a fusão e a origem dos fenômenos. É um bom momento para plantar, trazer energia para relacionamentos amorosos e renová-los. Tempo de expansão e crescimento. Devemos estar atentos aos sonhos e a tudo aquilo que surge nesse período.

Ads

Ficamos sensíveis e receptivos, e acredita-se que é pela ação da acetilcolina que nos torna mais sensíveis, há muita energia, mas pouca capacidade de concentração: é a energia volátil. A acetilcolina está relacionada aos processos de memória e aprendizado.


O que acontece de Quarto Crescente a Lua Cheia?

Nesta fase, as emoções tornam-se muito mais intensas e às vezes até difíceis de lidar. É um momento ideal para se livrar do fardo que carregamos há muito tempo e param o nosso desenvolvimento.

Há muita energia e aumenta gradualmente a concentração mental, a imaginação e a criatividade. Nessa fase, predominaria a serotonina, chamada de químico feliz, que é um neurotransmissor que equilibra o humor. Tanta energia deve conter-se e derivar a funções precisas e efetivas. Não se apresse e aja regulando esse possível excesso de energia. Às vezes é hora de enfrentar medos ou situações que ignoramos, mas deve ser com cautela e inteligência. Também nesta fase da lua cheia aumenta a libido e a sensualidade floresce.


Ads


O que acontece de Lua Cheia a Quarto Minguante?

A Lua vai escurecendo, sua luz diminui e seu reflexo é menor, sua superfície se esconde. Em Lua Nova, você aprendeu que, na Lua Cheia, o que foi aprendido é colocado em prática e a culminação começou a minguar. Se inicia um caminho mais pacífico, a energia muda de direção, aumentam os sentimentos prazerosos, a dopamina, que é o neurotransmissor que está relacionado ao bem-estar e ao prazer. Está comprovado que os sentimentos amorosos liberam dopamina, serotonina e ocitocina. É hora de aceitação, perdão e esquecer os ressentimentos. Aumentar a empatia pela presença de dopamina e assim poder aproveitar as conquistas.

Ads


O que acontece de Quarto Minguante a Lua Nova?

Este último quarto que deve ser recorrido é tempo de descanso, repor energias e aceitar o que foi vivido. É hora de fazer as pazes em primeiro lugar consigo mesmo e depois com o Universo. Abandonar as lutas estéreis, escolher as batalhas e deixar pra lá as que não valem a pena. Livre-se de tudo que não é mais útil. A norepinefrina que predominaria nesta etapa é um hormônio e neurotransmissor simultaneamente. Mantém nossa atenção focada, nos ajuda a lutar, mas também a nos retirar, nos dá motivação e se relaciona ao estresse e à impulsividade. Isso nos ajuda a reiniciar o ciclo novamente.